Dás explicações? Consegue novos explicandos!
Inscreve-te como Explicador(a) no Estudante.com para apareceres no directório de explicadores.

Mensagem de erro

Strict warning: Only variables should be passed by reference em mulpo_preprocess_page() (linha 3 de /home/cde/public_html/sites/all/themes/mulpo/template.php).

Ciclo de conferências «Matemática: A Ciência da Natureza» | 18 Abril 2012 |

1 entrada / 0 new
Rita Rebelo de ...
Ciclo de conferências «Matemática: A Ciência da Natureza» | 18 Abril 2012 |

Conta a lenda que no século V a.C. um quarto da população da ilha de Delos, na Grécia, sucumbiu a uma praga enviada por Apolo. Desesperados, os cidadãos consultaram o oráculo de Delfos sobre o que fazer para por fim à catástrofe: a resposta foi que o altar de Apolo, na forma de um cubo, deveria ser duplicado.

É esta a origem do problema clássico da duplicação do cubo: dada a medida da aresta de um cubo, construir usando apenas régua e compasso a medida da aresta de um cubo com o dobro do volume do cubo original. Porquê usando apenas régua (não graduada) e compasso? Porque essas são as regras descritas no Livro I de “Os Elementos” de Euclides, em 300 a.C.:

“Fique postulado traçar uma reta a partir de todo o ponto até todo o ponto.Também prolongar uma reta limitada, continuamente, sobre uma reta.E, com todo centro e distância, descrever um círculo.”

Foi só em 1837 que um matemático provou que tal construção geométrica é impossível. Outras construções geométricas, famosas por serem igualmente desejadas e igualmente impossíveis, são a trissecção do ângulo (dividir um ângulo dado em três partes iguais) e a quadratura do círculo (dado um círculo, construir um quadrado com a mesma área).

E se em vez da régua e compasso de Euclides usarmos a arte japonesa de dobrar papel, o origami? Conseguiremos, para além de construir bonitos animais em papel, resolver estes problemas da Antiguidade Clássica?

«GEOMETRIA COM DOBRAS DE PAPEL: COMO O ORIGAMI BATE EUCLIDES»
ANA RITA PIRES (da Cornell University)

Fundação Calouste Gulbenkian | Auditório 2
18 ABRIL 2012 | 18h00

Resumo:
Conta a lenda que no século V a.C. um quarto da população da ilha de Delos, na Grécia, sucumbiu a uma praga enviada por Apolo. Desesperados, os cidadãos consultaram o oráculo de Delfos sobre o que fazer para por fim à catástrofe: a resposta foi que o altar de Apolo, na forma de um cubo, deveria ser duplicado.

É esta a origem do problema clássico da duplicação do cubo: dada a medida da aresta de um cubo, construir usando apenas régua e compasso a medida da aresta de um cubo com o dobro do volume do cubo original. Porquê usando apenas régua (não graduada) e compasso? Porque essas são as regras descritas no Livro I de “Os Elementos” de Euclides, em 300 a.C.:

“Fique postulado traçar uma reta a partir de todo o ponto até todo o ponto.Também prolongar uma reta limitada, continuamente, sobre uma reta.E, com todo centro e distância, descrever um círculo.”

Foi só em 1837 que um matemático provou que tal construção geométrica é impossível. Outras construções geométricas, famosas por serem igualmente desejadas e igualmente impossíveis, são a trissecção do ângulo (dividir um ângulo dado em três partes iguais) e a quadratura do círculo (dado um círculo, construir um quadrado com a mesma área).

E se em vez da régua e compasso de Euclides usarmos a arte japonesa de dobrar papel, o origami? Conseguiremos, para além de construir bonitos animais em papel, resolver estes problemas da Antiguidade Clássica?
____________
Ana Rita Pires concluiu em 2005 a Licenciatura em Matemática Aplicada e Computação no IST, tendo sido bolseira do programa Novos Talentos em Matemática da Fundação Calouste Gulbenkian durante os primeiros dois anos da mesma. Doutorou-se em Matemática no MIT em 2010, especializando-se em Geometria Simplética. Em 2010-2011 lecionou no MIT, no Math Circle (um programa extracurricular de discussão matemática com crianças), e no YouTube (no âmbito de uma iniciativa do MIT para disponibilizar online as suas cadeiras). Está atualmente na Cornell University como H.C. Wang Assistant Professor.
____
Informações: E. matematica2012@gulbenkian.pt | T. 21 782 3525
Entrada livre