Dás explicações? Consegue novos explicandos!
Inscreve-te como Explicador(a) no Estudante.com para apareceres no directório de explicadores.

Mensagem de erro

Strict warning: Only variables should be passed by reference em mulpo_preprocess_page() (linha 3 de /home/cde/public_html/sites/all/themes/mulpo/template.php).

Como curar a ressaca a tempo da primeira aula

Ressaca e a tomar café

A noite foi divertida e bebeste demais, mas só agora que o despertador está a tocar é que te apercebeste que tens a cabeça a latejar e a primeira aula não tarda a começar: estás super-arrependido. Agora não há nada a fazer, senão aprender a lição (deixa as saídas nocturnas para as vésperas de dias sem aulas matinais), levantar-te e curar a ressaca antes de chegares à universidade.  

Bendita água. As dores de cabeça associadas às ressacas são o resultado da desidratação do corpo devido ao elevado consumo de álcool, ou seja, numa tentativa de recuperar o H2O perdido, os órgãos vão buscá-lo ao cérebro. Em contrapartida, o cérebro encolhe ligeiramente, fazendo pressão nas membranas que fazem a ligação entre o cérebro e o crânio, o que causa aquela dor de cabeça descomunal no dia seguinte. Parece um pouco assustador, não é verdade? Pensa nisso da próxima vez que entrares numa maratona de cervejas! Adiante… durante a noite e quando acordares de manhã vais ter muita sede, por isso, mantém uma garrafa de água na mesa-de-cabeceira para começares a repor líquidos mal abras os olhos. Se sentires o estômago indisposto, bebe pequenos goles de cada vez.

Algum alimento. A última coisa em que consegues pensar neste momento é, muito provavelmente, comida. No entanto, tens de fazer um esforço: é a única maneira de acalmares o estômago e começar a reenergizar o corpo, para que possas arranjar-te e sair de casa, rumo à universidade. As melhores opções são alimentos secos como torradas (sem manteiga), bolachas de água e sal ou cereais (sem leite). Comer fruta ou beber sumo de fruta com frutose também pode ser benéfico. Há quem diga que uma sanduíche de bacon frito faz maravilhas a um estômago e corpo ressacado… se o organismo aguentar, porque não? O importante é comer alguma coisa.

Ar fresco. A agonia de uma ressaca faz com que só nos apeteça ficar na cama, com os lençóis por cima da cabeça, a rezar que tudo passe… rapidamente! Só que, quando as aulas obrigatórias e os professores exigentes não querem saber da tua noite de copos, há que tomar medidas: neste caso, recomenda-se uma lufada de ar fresco, literalmente. Levanta-te, vai até à varanda (comer a tua torrada seca e beber o teu copo de água) ou dá uma volta ao quarteirão a pé. Se tiveres mais do que dois pingos de energia no corpo, diz-se que uma sessão de jogging faz maravilhas a um organismo ressacado. O ar fresco vai libertar-te daquela sensação tipo zombie e preparar-te para enfrentar o resto do dia.

Duche revigorante. A ideia de te arrancares da cama e levar com jactos de água num corpo que mal reconheces como sendo teu não parece muito boa ideia, pois não? Mas é! Um bom duche é revigorante, principalmente se alternares entre jactos de água quente e fria. No final, vais sentir-te muito melhor do que quando entraste.

Outros remédios. Existem várias formas de atenuar e curar uma ressaca, alguns produzem melhores resultados do que outros e, como cada caso é um caso, deves experimentar vários (porém, não queremos com isto dizer que deves ressacar muitas vezes!) até descobrir aquele que melhor funciona com o teu organismo. Eis alguns dos “tratamentos” mais populares:

  • Café: um café pode ser benéfico para te ajudar a despertar, mas não abuses, porque a cafeína em excesso irá contribuir para a desidratação, que é exactamente aquilo que se está a tentar combater.
  • Chá: de tília, camomila ou ginseng, os chás são óptimos para acalmar um estômago em apuros; enche uma garrafa e leve-a contigo para o resto do dia.
  • Alka Seltzer: uma maravilha efervescente para desintoxicar o organismo e aliviar a cabeça logo pela manhã.
  • Bebidas isotónicas: caso do Gatorade ou Powerade, que ajudam a restaurar minerais e nutrientes que o excesso de álcool eliminou.
  • Coca-Cola ou Pepsi: a combinação de cafeína, bolhas e açúcar pode saber melhor do que a água, contribuindo para “desenjoar” o organismo.
  • Alimentos ricos em minerais: pickles ou atum enlatado são dois alimentos que podes ingerir nesse dia de recuperação. Sabias que na Rússia e na Polónia beber o líquido de conserva dos próprios pickles é um remédio anti-ressaca muito popular?
  • Descanso: mal acabem as aulas, volta para casa e descansa. Amanhã esta ressaca estará completamente ultrapassada e a lição mais do que aprendida.
  • A evitar: aspirina e ibuprofeno – os efeitos secundários deste tipo de medicamentos podem ser potenciados se ainda tiveres álcool no organismo, sendo ainda prejudicial para o fígado e estômago. O tempo e a abstinência são, no fundo, o melhor remédio para a ressaca.
A sua votação: 
Média: 4.7 (9 votos)